Reitor: Padre Rosinei Toniette

IMG_0333_edited_edited.png

Conheça um pouco da história do nosso Reitor Atual

Olá, Gente Boa!

O Reverendíssimo Pe. Rosinei Toniette, foi nomeado, no dia 14 de março de 2020, por Dom Antônio Braz Benevente, bispo da Diocese de Jacarezinho, como Reitor do Santuário São Miguel Arcanjo, com o compromisso de tomar posse no dia 11 de abril de 2020, como de fato se realizou.

Pe. Rosinei Toniette, natural de Quatiguá – PR, nasceu aos 06 de julho de 1978, filho de João Toniette e Alta Consolin Toniette. Morou até aos 12 anos de idade na zona rural de Joaquim Távora – PR, quando ingressou no Seminário Diocesano da Assunção em Jacarezinho – PR, concluindo neste Seminário o Ensino Médio no ano de 1995 e ingressando então no Seminário Maior Divino Mestre, também em Jacarezinho, onde realizou o Curso de Filosofia e Teologia entre os anos 1996 e 2002.

Na Comunidade Paroquial São Sebastião em Andirá – PR, desempenhou o seu diaconato e seus primeiros anos de sacerdócio, tendo sido ordenado sacerdote em 02/08/2003 por Dom Fernando José Penteado.

A partir de 2007 foi designado Formador no Seminário de Teologia em Jacarezinho, foi eleito Coordenador Diocesano dos Presbíteros e atuou como Assessor Diocesano da Infância e Adolescência Missionária. Em 2008 foi escolhido também como Coordenador Diocesano da Ação Evangelizadora. Residindo a partir de 2009 na Cúria Diocesana, além da Ação Evangelizadora, assumiu a Direção Espiritual Diocesana do Cursilho de Cristandade, o COMIDI (Conselho Missionário Diocesano), os MESC’s (Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão) além de atividades junto às Pastorais Sociais diversas.

Por mais de 10 anos fez parte do Corpo Docente dos Seminários de Filosofia e Teologia de Jacarezinho. Concluiu em 2011 o Curso de História na UENP (Universidade Estadual do Norte Pioneiro), fez especializações em História, Cultura e Sociedade pela mesma Universidade e também em Formação Humana e Vocacional pelas Faculdades Dehonianas em Taubaté – SP, onde tinha concluído seu Bacharelado em Teologia.

Em princípio de 2012 assumiu a Paróquia Santo Antônio de Pádua em Santo Antônio da Platina – PR, sendo o primeiro Pároco Diocesano desta Comunidade, após 88 anos da presença dos Freis Capuchinhos. Com a colaboração de diversos outros sacerdotes, conduziu com maestria a transição, a reorganização da Comunidade Paroquial, onde foram criadas outras três novas Comunidades Paroquiais. Após 8 anos de trabalho e dedicação à frente desta Comunidade, considerando as necessidades do momento, assumiu como Reitor do Santuário São Miguel Arcanjo em Bandeirantes – PR, considerando deixar o Pe. Roberto Morais de Medeiros até então Reitor, com maior disposição de tempo para as Comunidades, bem como substituir o Pe. José Antônio Pereira de Campos, no setor administrativo-econômico deste Santuário.

No sábado da oitava pascal, 11 de abril de 2020, em uma cerimônia reservada, devido a pandemia, Dom Antonio Braz Benevente, Bispo Diocesano lhe conferiu a ‘posse’ como Reitor e Administrador do Santuário São Miguel Arcanjo, atividade que tem desempenhado até os dias atuais.

Pe. Rosinei Toniette, sempre reflexivo e calmo, muito devoto de Nossa Senhora, São Pio de Pietrelcina e São Miguel Arcanjo, tem no Santuário São Miguel Arcanjo acolhido a todos.

Amparado em seu lema sacerdotal: “Quem tem sede venha a mim e beba!” (Jo 7, 37b) esforça-se para ser presença de Cristo Misericordioso nos corações daqueles que buscam no Santuário um ponto de encontro com Deus sob a intercessão do Príncipe da Milícia Celeste, acolhendo com o seu carinhoso bordão - 'Gente Boa' - marca registrada deste carismático sacerdote.

 

 

23a5896c4fb3b725e29567adc0779f10 (1)_edited.png

Padre Roberto: O primeiro Reitor

Padre Roberto Morais de Medeiros, o 'fundador e primeiro reitor' do Santuário São Miguel Arcanjo, nasceu em Ibaiti, norte do Paraná,onde viveu no Distrito do Campinho, junto de sua família. Como toda criança, adolescente e jovem, teve seus momentos de altos e baixos na fé, viveu suas experiências e aventuras. Aos 25 anos de idade, após sentir vários chamados de Deus, disse 'sim' e tornou-se seminarista, ingressando no Seminário Maior de Filosofia e Teologia da Diocese de Jacarezinho PR. Ali estudou por 7 anos, até ser ordenado sacerdote no ano de 2004.

Conta que em, 2007, estava na cidade que nasceu, quando sentiu dentro de seu interior uma mensagem que dizia para que rezasse uma Missa Votiva a São Miguel Arcanjo. Para ter certeza que não era coisa de sua cabeça e sim, desejo e inspiração divina, pediu uma confirmação para Deus: "Eu pedi uma confirmação para Deus e na outra semana foi um Padre me visitar, na paróquia onde eu trabalhava. Ele estava conversando comigo e disse assim, do nada, na conversa: 'Porque você não reza a missa de São Miguel Arcanjo?' ”, relata.

Segundo padre Roberto, realizando com dois amigos a adoração ao Santíssimo Sacramento, na Paróquia Sagrado Coração de Jesus que hoje é o Santuário Eucarístico em Ibaiti PR, um deles, durante a oração disse: “Padre, Deus está me dando uma visão, eu vejo o senhor, o senhor vai morar num monte, e nesse monte, a glória do Senhor habitará! Nesse monte irão pessoas de norte a sul, leste a oeste, irão beber da graça que Deus estará dando nesse monte, e o senhor vai morar lá. 'Ai eu fechei meus olhos e disse: Eis-me aqui senhor, faça-se em mim segundo vossa palavra'”.

Relata ainda que, passado algum tempo, Dom Fernando José Penteado, na época bispo de Jacarezinho, lhe disse que iria tirá-lo de Ibaiti e levá-lo a Bandeirantes, onde seria erigida uma paróquia, sendo ele o primeiro pároco.

Rezando a Santa Missa, o padre ouviu aquela voz novamente: “Reza a Missa Votiva a São Miguel Arcanjo”. Logo percebeu que era necessário, que Bandeirantes, a região, o Brasil, precisava muito: “Reuni o pessoal da Paróquia e falei assim: nós vamos toda quinta-feira rezar missa por cura e libertação pedindo a intercessão de São Miguel Arcanjo", declara.

Quase um ano depois, em uma missa que iria realizar por cura e libertação de câncer junto com a pregadora Vera Casagrande, ele percebeu que a quantidade de caravanas que viriam à missa não caberia na igreja. O prefeito Celso Silva havia ficado sabendo e concedeu o barracão de sua antiga fábrica de chocolate. Durante a realização da missa, Padre Roberto conta que pediu, durante o ofertório, um barracão igual aquele para rezar as Missas Votivas a São Miguel Arcanjo: “Senhor, me dê um barracão desse tamanho ou maior que esse para eu rezar as Missas Votivas a São Miguel Arcanjo, porque na paróquia não dá mais pela quantidade de pessoas”, conta.

No outro dia, Padre Roberto recebeu duas pessoas, Léo Palla e o dono das terras onde foi construído o Santuário. Segundo o Padre, Léo havia estado na missa e ouvido seu pedido, oferecendo-lhe não um barracão, mas uma igreja, no monte que já havia visto, dando início a toda a construção.

O sacerdote relata que a construção do Santuário é um sonho realizado, maior do que imaginava, porém, há outro sonho ainda que está se realizando. Acredita que o que chama tantos fiéis ao Santuário é um conjunto, a sua estrutura, a igreja grande, o monte, a celebração, como é ministrada, enfim, há uma conjuntura de situações que confluem as pessoas a este Santuário.

“Eu acredito que tudo isso chama a atenção. As pessoas que passam na rodovia veem a Igreja e se encantam. Então a Igreja chama a atenção. O monte, nossa que lugar alto, vamos subir lá. E a própria celebração, que a celebração é diferenciada das outras, ela é no sentido mais para oração, louvores e canto “, afirma.

Padre Roberto esteve na reitoria, à frente do Santuário, desde a sua fundação em 2012 até abril de 2020. Nos anos de 2016 ao início de  2020 foi auxiliado na administração pelo Pe. José Antonio Pereira de Campos. Dado aos inúmeros compromissos, e desejando maior tempo para dedicar-se à Comunidade que fundara, a Comunidade Ninguém como Deus e às atividades desta, foi nomeado como vigário auxiliar do Santuário, e Pe. Rosinei Toniette, assumiu a Reitoria e a Administração a partir de abril de 2020. Hoje Pe. Roberto Morais de Medeiros mora junto ao Santuário São Miguel Arcanjo, onde permanece celebrando e atendendo ao povo de Deus, sempre com muita fé e determinação.